Muitas pessoas têm sonhos e aspirações de morar fora do Brasil. Os motivos que inspiram as pessoas são os mais diversos. Algumas pessoas vão estudar, trabalhar e experimentar uma nova vida. Outros se mudam apenas porque têm uma nova cultura e costumes. Seja qual for o motivo, se essa pessoa tem esse sonho, é importante trabalhar duro para realizá-lo.

No entanto, dinheiro, ou falta de dinheiro, neste caso, pode ser o fator decisivo para realizar ou não sonhos além de nós. O que muitas pessoas podem não saber é que existem vários países que pagam pessoas para morar lá.

Alguns veem isso como uma forma de aumentar a população, enquanto outros o veem como uma forma de melhorar o comércio. O fato é que essas propostas são tentadoras. Mais importante, se deixar o Brasil já faz parte de seus planos. Aqui, mostramos alguns países que pagam para você morar lá.

1 – Tailândia

O programa do país é voltado principalmente para profissionais da educação na Europa e nos Estados Unidos. No entanto, eles não são únicos. O objetivo é atrair professores de inglês que ensinem o idioma no país.

Além disso, o país também facilita a acomodação de professores. Alguns planos também incluem descontos em voos para que uma pessoa possa viajar pelo país após a instalação.

2 – Nova Zelândia

Algumas partes do mundo podem não pagar às pessoas para se mudarem para lá. Mas eles podem trazer uma atração quase irresistível.

Esse é o caso de Clutha. Ela lançou uma campanha de recrutamento para atrair famílias. Eles fizeram um terreno e uma casa no valor de 165.000 dólares americanos. Exceto que estima-se que a cidade tenha mais de mil vagas de emprego nas mais diversas áreas.

3 – Japão

A Ilha Miyake fica a 180 quilômetros de Tóquio. E é o gás com maior teor de enxofre do mundo. Portanto, todos os residentes do local devem usar máscaras de oxigênio.

Por isso, o governo japonês decidiu pagar pelas pessoas que queriam morar na ilha e participou de pesquisas sobre os efeitos do ácido sulfúrico no corpo humano.

4 – Estados Unidos

Desde a década de 1970, o Alasca fornece fundos para todos que vivem na cidade. O frio neste local pode atingir um valor negativo de 50º, o que não é muito atractivo. No entanto, sua renda média anual vivendo lá é de US $ 1.200, o que pode fazer algumas pessoas repensarem.

E, caso tenha interesse, inscreva-se no programa pelo site do estado.

5 – Itália

No país, Orolle é uma vila histórica. Foi a antiga capital da província de Barbania, e foi o lugar onde ocorreram disputas entre os povos bárbaros e romanos.

No final de 2017, a Câmara Municipal lançou uma campanha para vender centenas de casas abandonadas na zona por 1 euro (cerca de 7 reais). O plano continua hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here